Aberto mutirão para negociar dívidas em atraso de pessoas físicas — Português (Brasil)

blank

Quem tem dívidas em atraso com bancos ou financeiras tem até 30 de novembro para negociar os valores na plataforma gov.br/consumidor. O Mutirão da Negociação de Dívidas e Orientação Financeira começou nessa segunda-feira (1º) e segue até o dia 30. A oportunidade está aberta para pessoas físicas que não tenham optado por incluir bens, como automóveis e imóveis, como garantia.

“A plataforma tem apresentado índice de solução satisfatório quando acontecem esses mutirões de renegociação de dívidas. E esse [resultado] é [esperado] este ano também”, disse a coordenadora-geral do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Daniele Cardoso.

A iniciativa é uma parceria entre a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o Banco Central, a Secretária Nacional do Consumidor (Senacon), além do Senado Federal. Na edição deste ano, o diferencial é a oferta de conteúdos sobre educação financeira.

“É importante que a pessoa se cadastre na plataforma [consumidor.gov] e coloque corretamente todos seus contatos, e-mail, telefones, porque esse é o meio que as instituições financeiras têm de fazer o atendimento e contatar o consumidor. Já cadastrado, ele busca a empresa que deseja renegociar suas dívidas e vai escrever no campo qual é a sua renegociação”, explicou a coordenadora.

A instituição tem prazo de até dez dias para analisar a solicitação. Durante o período, é possível fazer a interlocução entre a instituição financeira e o consumidor por meio da plataforma. Quem quiser pode ainda buscar orientações na página da Febraban. Entre elas, como calcular as dívidas, em que situações vale a pena participar do mutirão, e quanto do orçamento pode ser comprometido com o pagamento dos valores.

Fonte: Gov.br

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do SaquaremaTV em seu e-mail, é de graça!