Artes marciais dominam Parque Olímpico do Rio em 2° dia de competições dos Jogos Escolares — Português (Brasil)

blank

Concentração, defesa e ataque. O Parque Olímpico da cidade do Rio de Janeiro foi tomado pelos tatames nesse domingo (31), segundo dia dos Jogos Escolares Brasileiros (JEBs). Os jovens atletas mostraram técnicas e habilidades no Taekwondo, Karatê e Judô, além de histórias de superação. 

Mais de 70 atletas de todo o país participaram da disputa pelo pódio no Karatê. O estado de Santa Catarina levou três das quatro medalhas disputadas entre as categorias “masculino” (peso até 63kg e até 52kg) e “feminino” (peso até 54kg e até 47kg). Os atletas mais pesados de cada sexo competiram pela manhã, como a campeã Emilly Pereira. “Achei que não estava preparada. Eu me provei e foi muito bom”, comemorou.

A jovem é de uma família de caratecas. O pai é sensei, nome que se dá ao professor de Karatê. Já a irmã, que possui mais experiência na luta, é a técnica oficial da estudante. “Sempre estou com a minha família, seja no tatame, nas competições ou no dia a dia”, disse orgulhosa. 

À tarde, foi a vez dos atletas de categorias mais leves suarem os quimonos. O ouro feminino foi para a catarinense Isabella Machado e o masculino quem levou o título mais alto da competição foi o estudante pernambucano Guilherme Lima. “É uma sensação indescritível. Sou o melhor do Brasil. Foi uma experiência emocionante”, festejou o jovem.

Nesta segunda-feira (1°/11), o Karatê, com a modalidade chamada Kumitê – individual masculino até 45kg e feminino até 42kg, se despede dos Jogos Escolares.

Luta coreana

Enquanto o Karatê é uma luta de origem japonesa que utiliza mais as técnicas das mãos e deixa os chutes como apoio, a coreana Taekwondo faz o contrário. E é essa arte marcial que proporcionou dois ouros no início do dia para Amabili Aparecida, de Santa Catarina, na categoria 37kg, e Maria Eduarda, do Amapá, na categoria 44kg.

À tarde, a vitória ficou por conta do Nordeste. Das três categorias, a região levou duas: Maria Stephany, do Ceará, nos 51kg, e Maria Eduarda, de Pernambuco, nos 59kg. “Não foi fácil chegar até aqui. Treinei muito para conquistar essa medalha. É a melhor sensação que já senti”, celebrou a ganhadora cearense. 

A pernambucana Maria Eduarda contou que foi a primeira vez que participou de uma competição onde do seu estado. “É a minha primeira vez competindo fora do Ceará. É muito emocionante ter conseguido a classificação e também conquistado o ouro, ainda mais sendo no Rio, que eu não conhecia ainda”.

Na última categoria do dia, a vencedora foi Samira Bonarte, de São Paulo, que confrontou a potiguar Nickoly Yasmin. O Taekwondo continua na segunda-feira com as disputas masculinas. 

Corpo, mente e espírito 

Pelo segundo dia consecutivo, o Judô apareceu na programação dos Jogos Escolares Brasileiros. A luta japonesa trabalha com técnicas de defesa pessoal que buscam o fortalecimento do corpo de forma integrada (mente e espírito). 

As disputas deste domingo foram acirradas. Quem levou o ouro na categoria meio-médio masculino de até 53kg foi o carioca Matheus Teixeira, que venceu o mato-grossense Alisson Cardoso. Na categoria feminina, a brasiliense Pietra Aquino ganhou a medalha dourada, que também estava sendo disputada pela paulista Rafaela Rodrigues. 

No peso leve feminino (48kg), Distrito Federal e São Paulo disputaram o ouro novamente, com a vitória da brasiliense Nicole Rodrigues e derrota de Isabelli Barreto. Na categoria masculina de peso leve, o paulista João Rodrigues levou o ouro do goiano Caio Roberto. A segunda-feira terá mais Judô nos Jogos Escolares Brasileiros, com competições nas categorias meio leve, ligeiro e super-ligeiro.

JEBs

A principal competição desportiva escolar brasileira foi retomada após 17 anos suspensa. Na edição de 2021, cerca de seis mil alunos, de 12 a 14 anos, participam das competições no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, até 5 de novembro. As atividades acontecem nas mesmas instalações que foram usadas nos Jogos Olímpios e Paralímpicos de 2016. 

Organizados pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, os jogos escolares receberam o incentivo de R$ 17,9 milhões do Governo Federal. Os recursos são destinados para custear transporte, hospedagem e alimentação das delegações, além de materiais esportivos e contratação de equipe técnica. 

Para acompanhar a programação diária e todas as modalidades dos jogos escolares, acesse aqui. 

Fonte: Gov.br

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do SaquaremaTV em seu e-mail, é de graça!