Governo Federal libera R$ 50 milhões para hospitais da Rede Ebserh/MEC — Português (Brasil)

blank

Para que os hospitais universitários federais vinculados à Rede Ebserh/MEC possam adquirir os itens necessários para concluir as ações de 2021 e começarem bem o ano de 2022, a estatal liberou, nesta semana, mais R$ 50 milhões em recursos suplementares. Desse montante, quase R$ 39 milhões foram destinados para o abastecimento de medicamentos, produtos para a saúde e outros insumos médico-hospitalares, com aquisições voltadas para o início de 2022. Além disso, R$ 11,5 milhões foram destinados para obras e aquisição de equipamentos, ainda em 2021.

O diretor de Administração e Infraestrutura e vice-presidente substituto da Rede Ebserh/MEC, Erlon César Dengo, destacou a importância do crédito suplementar para garantir a excelência dos serviços ofertados pelas unidades hospitalares. “Anualmente, realizamos o planejamento para toda a Rede de forma integrada com os hospitais. Isso nos permite identificar onde e como gastar. Dessa forma, percebemos a necessidade de suplementação orçamentária na virada deste ano, o que já foi feito para podermos continuar atuando com tranquilidade e avançarmos ainda mais na qualidade dos serviços”, afirmou.

Uma das unidades da Rede Ebserh/MEC a receber os recursos é o Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA/Ebserh/MEC). Além de R$ 3,5 milhões para custeio, também contará com R$ 1,26 milhão para obras que proporcionarão o aprimoramento das áreas de acolhimento e reforma da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

“Os ganhos em estrutura física serão de grande valia, com vistas ao melhor atendimento de normas de vigilância e ampliação de rede de gases. Mas os ganhos em humanização e assistência serão incalculáveis, pois proporcionarão uma assistência de qualidade aliada ao aconchego, apoio e suporte necessários para fortalecer os laços entre a mãe, bebê e família”, avaliou a superintendente do hospital, Joyce Santos Lages.

“Considerando que a nossa Unidade é Centro de Referência Nacional para o atendimento humanizado ao recém-nascido de risco, por meio do Método Canguru, essa é a essência da assistência integral que objetivamos oportunizar para nossos pacientes e para aprendizado dos nossos alunos”, completou Joyce.

“Já temos uma cultura estabelecida com os hospitais para repasse dos recursos de forma antecipada. Dessa forma, é possível realizar uma gestão mais eficiente, planejando cada etapa de forma a otimizar o uso do recurso público e trazer ainda mais resultados para a população”, destacou Erlon Dengo.

Sobre a Rede Ebserh

Ebserh é uma estatal vinculada ao Ministério da Educação criada em 2011 e que, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. 

Vinculadas a universidades federais, essas unidades hospitalares têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde das regiões em que os hospitais estão inseridos, mas se destacam pela excelência e vocação nos procedimentos de média e alta complexidade.

Com informações da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares

 

Fonte: Gov.br

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do SaquaremaTV em seu e-mail, é de graça!