Ministério do Meio Ambiente lança programa Rios +Limpos — Português (Brasil)

blank

Governo Federal, por meio do Ministério do Meio Ambiente, lançou na quinta-feira (16) o último eixo da Agenda Ambiental Urbana, o programa Rios +Limpos. O objetivo é contribuir para a melhoria da gestão de efluentes e saneamento básico em todo o país, a partir da disponibilização de dados sobre a qualidade das águas e efluentes em uma plataforma digital. Esse sistema vai oferecer mais transparência para os usuários e gerar incentivo a melhorias operacionais, além de aprimorar a orientação de ações de fiscalização pelos órgãos ambientais e agências reguladoras, com instrumentos para verificação das metas de desempenho.

A iniciativa visa ainda fomentar ações de despoluição dos rios, incentivar a limpeza e coleta de lixo em rios, lagos, lagoas e praias fluviais, além da implementação de sistemas de tratamento descentralizado de efluentes em áreas não atendidas pelos sistemas tradicionais, bem como a promoção de projetos que visem o reuso de efluentes no país.

Inserida entre as ações do Marco Legal do Saneamento Básico, a plataforma para informatização dos dados de saneamento permitirá uma regulação mais robusta e fiscalização mais ágil e, com isso, melhores serviços prestados aos cidadãos. Sancionado em 2020 pelo Governo Federal, e cujas decisões sobre implementação o MMA participa por meio do Comitê Interministerial de Saneamento Básico (CISB), o novo Marco prevê atração de investimentos de R$ 700 bilhões e geração de mais de 700 mil postos de trabalho.

Mutirão de limpeza

Considerando que em 18 de setembro é celebrado o Dia Mundial da Limpeza, o lançamento do Rios +Limpos contou com um mutirão de limpeza do Rio Cuiabá, em Várzea Grande (MT). Grupos compostos pelos 130 voluntários que contribuíram com a ação dividiram-se em cinco barcos, que percorreram 8 quilômetros para fazer a limpeza da região.

Com o intuito de evitar a contaminação de rios por disposição inadequada de resíduos sólidos, a ação voluntária seguirá até o próximo sábado (18) e abrangerá também as baías de Chacororé e Siamariana, na região pantaneira.

Agenda Ambiental Urbana

A Agenda Ambiental Urbana se divide em seis eixos, contemplando desde áreas verdes nas cidades até a qualidade da água em rios, lagos e no mar, buscando soluções para o meio ambiente nos centros urbanos de todo o país, onde vivem 85% dos brasileiros.

Com informações do Ministério do Meio Ambiente

 

Fonte: Gov.br

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do SaquaremaTV em seu e-mail, é de graça!