Safra de grãos 2021/22 deve ser 6,4% maior que a anterior — Português (Brasil)

blank

O volume de grãos colhidos na safra 2021/22 deve ser de 271,8 milhões de toneladas. Isso representa um aumento de 6,4% em relação à safra anterior. A estimativa foi divulgada nesta quinta-feira (12/05) pelo Governo Federal, por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no 8º Levantamento da Safra de Grãos 2021/22. O resultado mostra também um aumento de 2,5 milhões de toneladas em relação à estimativa anterior.

A melhora na produção é resultado da maior área plantada de milho na segunda safra, além do desenvolvimento positivo no final do ciclo das lavouras, em especial de arroz, milho e soja, de acordo com a Conab.

“Mais de 70% da produção do milho vem da segunda safra. Ela é quase uma corrida porque tem o plantio da soja e colheita para o plantio do milho na mesma terra, e ela é sempre pontuada por períodos de chuva, instabilidade climática”, explicou o diretor-executivo de informações agropecuárias e políticas agrícolas da Conab, Sergio De Zen.

A expectativa é que o milho alcance uma produção de 116,19 milhões de toneladas, elevação de 33,4% em comparação com a safra 2020/21. De acordo com a Conab, a janela mais alongada para o plantio da segunda safra, somada às condições de mercado, favoreceu o crescimento de área do milho.

Em relação à área plantada da safra de grãos, o 8° levantamento mostra que a área total é estimada em 73,7 milhões de hectares, crescimento de 5,6% se comparada à safra 2020/21. Os maiores incrementos são observados na soja, 4,4%, ou 1,73 milhão de hectares, e no milho, 9,4%, ou 1,87 milhão de hectares.

Estimativas por culturas

Algodão: as condições climáticas têm favorecido o desenvolvimento da cultura que, aliada ao ganho de área, resulta numa produção de 2,82 milhões de toneladas de pluma, 19,5% superior à safra passada.

Arroz: a produção está estimada em 10,7 milhões de toneladas, 9,1% inferior ao volume produzido na safra passada. Dessas, 9,9 milhões de toneladas são de cultivo irrigado e 0,8 milhão de toneladas de áreas com plantio de sequeiro.

Feijão: produção estimada em 3,14 milhões de toneladas, 8,4% superior à safra anterior. A primeira safra está com colheita encerrada, e a segunda safra está em andamento.

Soja: produção estimada em 123,8 milhões de toneladas, redução de 10,4% em relação à safra anterior.

Culturas de inverno – aveia, canola, centeio, cevada trigo e triticale: plantio ainda incipiente. Estima-se uma produção de 8,1 milhões de toneladas para o trigo.

Exportações

Neste 8º levantamento, não houve alteração nas estimativas de importação de nenhum produto em relação ao anterior. Já as exportações de milho para 2022 foram aumentadas, passando de 37 milhões de toneladas para 38 milhões de toneladas.

Caso se confirmem, os embarques previstos para o mercado externo terão um incremento de 82,6% em relação à safra anterior. Esse aumento se dá pelo crescimento da produção brasileira alinhada à demanda internacional aquecida.

Safra de grãos

A Conab faz o acompanhamento constante da safra de grãos, monitorando as condições de desenvolvimento das principais culturas do país, abrangendo os seguintes produtos: algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Saiba mais:

Banner

 

Fonte: Gov.br

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do SaquaremaTV em seu e-mail, é de graça!