Desde o dia 6 de julho, as empresas vencedoras do leilão do 5G passaram a ofertar o serviço no Distrito Federal. A capital federal é a primeira do país a ter cobertura da quinta geração de internet móvel. A novidade trouxe algumas dúvidas para os usuários.

Para ter a modernidade no celular, a pessoa precisa ter um aparelho compatível com a frequência de 3,45 GHz (disponível em celulares mais recentes). São mais de 60 aparelhos homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O site da agência informa a lista de celulares homologados para o sinal 5G.

De acordo com o Ministério das Comunicações, no geral, não é necessário fazer a troca do chip, mas é preciso verificar com a operadora, já que em alguns casos específicos a troca será necessária. No Distrito Federal, a Tim, Vivo e Claro estão ofertando o 5G.  A princípio, o cliente não precisa pagar nada a mais pelo serviço, basta que o celular seja compatível. Mas as operadoras poderão oferecer pacotes especiais com valores adicionais.

A alta velocidade do 5G, a partir de 1 gigabit por segundo (Gbps), permite, por exemplo, que um filme seja baixado em minutos. Além disso, streamings, jogos on-line, videochamadas e transmissões podem ser acessadas com mais qualidade e estabilidade.

Quem tem aparelhos 4G vai continuar recebendo o serviço de chamadas e internet de quarta geração normalmente. Atualmente, a velocidade do 4G varia entre 13 Mbps e 80 Mbps.

Segundo a Anatel, o serviço 5G está disponível em 80% do território do Distrito Federal. No total, mais de 100 estações estão espalhadas pela região da capital e do entorno e receberam as antenas das operadoras de telefonia.

As próximas cidades a receber o sinal 5G serão Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo.

Fonte: Gov.br

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do SaquaremaTV em seu e-mail, é de graça!