Selo Turismo Responsável contribui para promover ambientes mais seguros — Português (Brasil)

blank

Garantir a segurança sanitária dos turistas e trabalhadores do turismo brasileiro e incentivar a recuperação econômica do setor. Estes são os objetivos do Selo “Turismo Responsável, Limpo e Seguro”, que está prestes a chegar à marca de 31 mil adesões em todo o país. Lançada em 2020, a iniciativa do Governo Federal através do Ministério do Turismo orienta a adoção de boas práticas sanitárias a 15 segmentos turísticos.

Os segmentos com maior número de adesão ao selo são: agências de turismo (9.072), meios de hospedagem (6.458), guias de turismo (4.454), transportadoras turísticas (3.758) e restaurantes, cafeterias, bares e similares (2.696). Já os estados que registraram a maior adesão à iniciativa são: São Paulo (5.908), Rio de Janeiro (4.038), Rio Grande do Sul (2.456), Minas Gerais (2.447) e Alagoas (2.027). Quando analisadas as cidades, Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Maceió (AL) e Curitiba (PR) aparecem entre os primeiros da lista.

PROTOCOLOS 

De acordo com os protocolos do Selo Turismo Responsável, nos restaurantes que servem buffet, por exemplo, a orientação é de que os equipamentos possuam uma barreira protetora para prevenir a contaminação dos alimentos e que sejam disponibilizados álcool e luvas no mesmo local onde ficam os pratos e talheres. Já as locadoras de veículos devem higienizar os carros utilizando pano com álcool a 70% sobre as peças que estiverem em contato direto com os passageiros, como volante, cintos de segurança, maçanetas, chaves e cadeirinha de bebê.

Marinas e empreendimentos de apoio ao turismo náutico e pesca desportiva, por sua vez, devem investir em comunicação visual educativa e designar monitores que orientem o público quanto às políticas de segurança adotadas. As navegações devem ocorrer respeitando o limite de 50% da capacidade da embarcação, além dos marinheiros.

Também há um protocolo destinado exclusivamente aos turistas, com atitudes de cada um que protegem a todos. 

ADESÃO 

Para solicitar o selo é muito fácil: o estabelecimento precisa estar inscrito no Cadastur, acessar o site do Selo Turismo Responsável, através do site, ler as orientações e declarar atender aos pré-requisitos determinados. Assim, ele pode fazer o download do selo para impressão. Tudo de maneira rápida e gratuita.

O selo deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente. O estabelecimento pode disponibilizar um QR Code juntamente com o selo pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Caso o turista verifique a ausência da adoção aos protocolos de biossegurança deve entrar em contato com o Disque Saúde pelo telefone 136 ou acionar os órgãos municipais de fiscalização sanitária.

Com informações do Ministério do Turismo

Fonte: Gov.br

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do SaquaremaTV em seu e-mail, é de graça!